Pintura em pequeno formato | Foz do Iguaçu

Pintura em pequeno formato | Foz do Iguaçu

O pintor, independente do tema, tem que ter um planejamento antes de começar uma pintura, por mais simples ou complexa que seja a composição, é necessário saber o que está fazendo, saber o próximo passo, a próxima mistura de cores, a próxima pincelada.

O melhor meio de conseguir um bom resultado, é facilitar o processo de pintar, reduzindo o tamanho da tela ou o número de cores da paleta. Trabalhar conscientemente com as cores é fundamental, isso é, a escolha das cores terão que ter sentido.

Alguns artistas do passado, passaram a vida inteira usando as mesmas cores, isso porque eles conseguiam reproduzir qualquer coisa, dentro de seus temas, com essas cores.

Acredito que isso acontece naturalmente à medida que o artista vai adquirindo intimidade com as cores, com o tempo ele vai ajustando, retirando ou incluindo cores em sua paleta, e talvez, em uma fase mais madura, as mudanças são mínimas ou inexistente.

Para pintores de paisagens, as cores que não devem ficar de fora da paleta são: o azul ultramar, o alizarin crimson e o amarelo cádmio. Essas cores são suficientes para reproduzir grande parte dos elementos da paisagem.

Isso é interessante até para estudos de pequenos formatos como da videoaula abaixo. Nesse tutorial, eu demonstro como uma pintura pode ser executada de forma simples, usando apenas três cores primárias, mais o branco. Inclusive, caro leitor do meu blog e futuro pintor paisagista, se está começando na pintura, ou já pinta a algum tempo mas, não tem bons resultados, use uma paleta restrita, como essa que estou apresentando aqui nesse artigo.

Espero que goste do passo a passo a seguir, e se tiver dúvidas e sugestões deixe nos comentários abaixo. Terei grande prazer em respondê-los.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *