Pintura de paisagens

Pintura de paisagens

Apesar de eu sempre incentivar pessoas iniciantes a pitarem telas de pequeno formato, irei falar nesse post de pinturas de formatos relativamente grande.

A pintura em tela de formato médio ou grande exigem muito da habilidade do artista em usar pinceladas largas e fluidas. Assim, cobrindo toda a tela para, só depois, começar com os detalhes.
Eu demorei muito para entender isso, e hoje em dia, minha pintura é composta 90% com pincéis largos de cerdas ou trinchas.

Também irei falar sobre a importância de executar um trabalho com pinceladas precisas e espontâneas usando pincéis largos, que irão facilitar e reduzir o tempo gasto na produção de uma pintura de grande formato.

São informações importantes não só para pintura de paisagens, mas, para todo tipo de temática.

Veja como misturar cores

Veja também sobre composição

Passo a passo de Pintura “Cerradinho”

Passei o mês de julho empenhado em uma encomenda na qual registrei todo o processo de pintura. Minha intenção é fazer deste blog uma espécie de diário, onde eu possa compartilhar minhas experiências pictóricas.

A pintura foi executada em uma tela de linho de 60×90, e a técnica usada foi o óleo.

Usei uma paleta de cores um pouco mais ampla em relação as que comumente uso. As cores usadas foram,terra de siena natural e queimada, amarelo e alaranjado de cádmio, azul ultramar, cobalto e cerúleo e branco titânio.

Os pincéis foram as linhas 811 e 141 da Tigre e uma trincha de 38mm.

Composição

As linhas exercem um papel fundamental no desenho, pois, com elas eu consigo mensurar todo o espaço, distribuindo as formas pela tela. Essas linhas terão de ser riscadas de forma precisa e espontânea, conferindo-lhes movimento. Para isso é muito importante traçar essas linhas de forma gestual, sem se preocupar com os detalhes.

Eu considero todas as etapas da pintura importantes, do desenho ao acabamento, pois todas têm uma ligação.

pintura em tela, pintura a oleo, oleo sobre tela, pintura de paisagem, 01Etapa 01

Como eu venho dizendo, é muito importante que o artista mantenha a espontaneidade do começo ao fim, com pinceladas soltas, porém precisas. Meu conselho é: comece apontando as cores com pinceladas largas com tinta fina, assim, fica mais fácil modelar as formas básicas de cada objeto da cena, e se, por ventura, cometer algum erro de valor ou de intensidade, basta corrigi-lo nas próximas camadas.
Gosto de dar movimentos às pinceladas na tela, pois, isso quebra um pouco a monotonia e conduz os olhos do observador como em uma estrada ou trilha. Esse movimento só é possível quando o trabalho é executado com espontaneidade.

pintura em tela, pintura a oleo, oleo sobre tela, pintura de paisagem, 02Etapa 02

Veja que, nesta etapa, eu vou cobrindo toda a superfície da tela com pinceladas vigorosas, assim, eu consigo cobrir a tela rapidamente usando uma trincha de 38mm. Nesse momento, eu não tenho compromisso nenhum com os detalhes. Simplesmente, sigo apontando os valores e as cores de cada objeto.
As cores não precisam ser idênticas ao do motivo no momento, mas isso pode ser resolvido no futuro, misturando a cor na própria tela.

pintura em tela, pintura a oleo, oleo sobre tela, pintura de paisagem, 03Etapa 03

Após cobrir toda a tela, é hora de começar com os detalhes da obra. Nesse momento, é necessário respeitar a primeira pintura, conservando a marca deixada pelos pincéis.

Pintura executada em tela de grande formato permite um detalhamento mais apurado, mas eu prefiro tomar cuidado para que esses detalhes não sobrecarreguem a pintura, ou pareçam artificiais, como se fossem figuras coladas na tela.

Esse momento também é importante quando precisamos dar ênfase a uma parte da pintura, criando um ponto de interesse. Nesse caso, o ponto focal são as flores do campo, e o barranco à esquerda.
O planejamento da composição é de extrema importância para um trabalho artístico, seja uma pintura a óleo, um desenho ou uma aquarela. Se o artista respeitar as três etapas da composição, que são: desenho, apontamento e acabamento, ele terá grandes chances de sucesso em seu trabalho.

pintura em tela, pintura a oleo, oleo sobre tela, pintura de paisagem

Fundamentos da pintura

Saber compor um trabalho vai muito além de colorir um desenho na tela, é necessário aprender sobre regras de composição e desenho, bem como sobre teoria de cores e materiais artísticos.
É por isso que criei o Curso de Pintura Paisagista, no qual eu demonstro detalhadamente como desenvolver seu senso de composição por meio de videoaulas de desenho e pintura.

Se você gostou do post, deixe um comentário ou pergunta que será um prazer lhe responder.

8 thoughts on “Pintura de paisagens

  1. Rubem Perini

    Tudo bem, acompanho seu trabalho aqui no Face e Youtube, sou iniciante, iniciante mesmo e por isso comecei e continuo pintando em Acrílico, passei pelo processo de Abstrato e agora estou iniciando Paisagem, gostaria muito iniciar com tinta a óleo, minha dúvida é se posso fazer o fundo, esboço com tinta acrílica que seca bem mais rápida para daí iniciar a pintura…..Desde já agradeço…..

    • vinicius

      Olá Rubem. Sim, você pode fazer a base de acrílico e depois dar o acabamento com a tinta óleo. Inclusive já fiz isso há algum tempo atrás, e, conheço pintores que usam esse método.
      Eu só não sei como isso irá se comportar no futura, em termos de conservação, pois a tinta acrílica é um medium recente e essa técnica é bem nova, então é muito cedo para saber como ela reagiria à prova do tempo.
      De toda forma os dois materiais se combinam bem.
      Você deve prestar atenção nas cores da paleta, se você usou determinadas cores com o acrílico, você deve usar as mesmas cores com o óleo para manter a coerência na composição!
      Inclusive estava pensando usar essa técnica outra vez, assim que tiver a oportunidade, farei um demonstração e postarei aqui no blog.
      Um grande abraço!
      Vinicius

  2. Pauo Camargos

    Olá Vinícius, gostei de mais deste post! Ficou bastante didático e inspirador. Pretendo voltar a pintar em breve e estas dicas que você tem compartilhado estão me ajudando bastante. Um forte abraço e sucesso!

    • vinicius

      Opá, que bom Paulo que estou ajudando, fico feliz com isso. Sempre que precisar estarei à disposição!
      Um grande abraço!
      Vinicius

  3. Pedro

    Olá Vinicius, adquiri o seu curso e está sendo de grande ajuda e tbm me fez mudar o modo de pintar, notei que no ultimo plano a cor azulada da montanha tem um tom mais claro indo para um amarelo indiano onde tem luz por acaso é por causa delas se fundirem.
    Abraço

    • vinicius

      Isso, a cor da luz de cada plano é adquirida através da cor base do próprio plano. Por exemplo, em uma montanha feita com azul cobalto, alizarin e branco, conseguimos a luz acrescentando à mistura mais um pouco de branco e amarelo.

      • Pedro

        Obrigado

        • vinicius

          Por nada Pedro, eu que agradeço pela interação e atenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *